Notícias

Confira a nova edição da Revista Aeroespaço do DECEA

Informativo do Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA), distribuído para todas as Organizações Militares da Força Aérea Brasileira, está disponível na plataforma digital ISSUU.


publicado: 30/04/2019 14:53

 




Em sua 71ª edição, a matéria de abertura mostra o enfrentamento ao grande desafio de cooperar com outros militares no apoio às operações de busca às vítimas da tragédia de Brumadinho, por meio da atuação do Primeiro Grupo de Comunicações e Controle (1º GCC), que montou uma estrutura para gerenciar o tráfego aéreo na região, dando suporte e garantindo a segurança das aeronaves envolvidas na busca às vítimas do rompimento da barragem, ocorrido em janeiro deste ano.

Na reportagem seguinte, falamos do sucesso do Programa Forças no Esporte (Profesp) aplicado no Segundo Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo (CINDACTA II), que atende a 500 estudantes da rede estadual de ensino de Curitiba e cidades vizinhas. Criado em 2015, o Profesp contribui para mudar a realidade de crianças e adolescentes em áreas de vulnerabilidade social.

Da área operacional, destacamos uma matéria sobre inovação e investimento em uma nova ferramenta de análise, que é o Gerador Automático de Desenho (GAD) - aplicado com segurança no ambiente digital de nossos serviços como o Gerenciamento de Tráfego Aéreo (ATM), o Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC), o Sistema de Informações Administrativas da Área de Aeródromos (SysAga), o Sistema de Aeronaves Remotamente Pilotadas (Sarpas) e até na Junta de Julgamento da Aeronáutica (JJAER).

O comissionamento do sistema Meosar brasileiro no nível EOC (Early Operational Capability), confirmado durante a 61ª reunião do Conselho das Partes do Programa COSPAS-SARSAT, que ocorreu em Montreal (Canadá), em fevereiro deste ano, também está noticiado nesta edição. A próxima fase de evolução do sistema é o comissionamento do Centro Brasileiro de Controle de Missão (BRMCC) para que o Brasil possa distribuir para todos os países membros do programa COSPAS-SARSAT as detecções ocorridas na área de cobertura brasileira.

Outra grande aquisição do SISCEAB reportado na revista foi a atualização da infraestrutura de enlaces de voz e dados do Quarto Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo (CINDACTA IV). A referida implementação dá suporte à prestação do serviço de Controle de Tráfego Aéreo e Defesa Aérea na Região de Informação de Voo Amazônica (FIR-AZ), cuja abrangência compreende, aproximadamente, a 60% da área territorial brasileira.

Ainda nesta publicação, destacamos a condição do Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA) como grande parceiro, se unindo a diversas organizações, como Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), concessionárias, operadores aeroportuários e outras empresas do setor de aviação para definir as responsabilidades de cada um nas áreas que são geridas pelos controladores de tráfego aéreo e nas que ficam sob os cuidados do controle de pátio no aeroporto do Galeão – Antonio Carlos Jobim. Dessa parceria, os benefícios serão o incremento de segurança operacional e de parâmetros de pontualidade, geração de dados estatísticos de movimentos, economia no uso de combustível, e diminuição da carga de trabalho dos controladores de tráfego aéreo.

Na seção "Quem É?", damos luz à carreira da 1º Tenente Cleila Ferreira Barbosa, arquivista do Primeiro Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo (CINDACTA I) e coordenadora do Curso ADM 001 - Básico de Documentos - que tem elevado o nível da gestão documental no Sistema de Controle do Espaço Aéreo Brasileiro (SISCEAB) e de outras organizações da Força Aérea Brasileira (FAB).

Com mais esta edição, o DECEA segue com a expectativa de melhorar cada dia mais a relação com a sociedade brasileira, vinculando a tecnologia em benefício dos usuários do espaço aéreo, ratificando a sua atividade como um prestador de serviço com qualidade.

Por Daisy Meireles