Notícia Destaque

Foz do Iguaçu sedia a 1ª Reunião do Acordo de Cooperação Técnica Brasil-Paraguai

publicado: 23/08/2018 16:31

 




O evento, que aconteceu nos dias 8 a 10 de agosto, no Destacamento de Controle do Espaço Aéreo de Foz do Iguaçu (DTCEA-FI), teve como objetivo principal definir o plano de atividades que visa o compartilhamento de experiências operacionais e conhecimento técnico-operacional entre Brasil e Paraguai.



Estiveram presentes o diretor-geral do Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA), Tenente-Brigadeiro do Ar Jeferson Domingues de Freitas; o chefe do Subdepartamento de Operações do DECEA (SDOP), Brigadeiro do Ar Ary Rodrigues Bertolino; o vice-presidente da Comissão de Implantação do Sistema de Controle do Espaço Aéreo (CISCEA), Coronel Aviador Álvaro Wolnei Guimarães; o comandante do Segundo Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo (CINDACTA II), Coronel Aviador Marcos Kentaro Adachi; o chefe da Missão Técnica Aeronáutica Brasileira (MTAB), Coronel Aviador Alvaro Marcelo Alexandre Freixo; o presidente da Dirección Nacional de Aeronáutica Civil (DINAC), Luis Manuel Aguirre Martinez; o diretor de Aeronáutica da DINAC, Roque Díaz; a subdiretora do Instituto Nacional de Aeronáutica Civil (INAC), Dra. Maria Regina Valiente; demais representantes do DECEA, do Centro de Gerenciamento da Navegação Aérea (CGNA), do Instituto de Cartografia Aeronáutica (ICA), do CINDACTA II e da MTAB.

O Major Angelotti, especialista em controle de tráfego aéreo e assessor da MTAB, apresentou a proposta da DINAC para a implementação do Curso de Técnicas do Serviço de Vigilância ATS em Rota e Área Terminal com a estruturação do Plano de Unidades Didáticas e de Banco de Dados e a formação dos controladores de tráfego aéreo paraguaios e instrutores locais. Ele citou, ainda, a necessidade da implantação de um Portal de Aeródromos (AGA), que possibilitará aos usuários a realização de solicitações para construção em Zonas de Proteção de Aeródromos, através de um serviço de pré-análise de Objetos Projetados no Espaço Aéreo (OPEA) e a possibilidade da implantação, via internet, de um sistema de trâmite de solicitações de acesso ao espaço aéreo de aeronaves remotamente pilotadas (drones/RPAs). O oficial finalizou sua apresentação demonstrando a necessidade da criação do Curso de Elaboração de PANS-OPS (Procedimentos para Serviços de Navegação Aérea - Operações).

Em seguida, o Major Aviador Mariel Santos de Aguiar, chefe da Seção de Coordenação e Controle de Gerenciamento de Tráfego Aéreo (DCCO1) do SDOP/DECEA e coordenador-geral da reunião, apresentou o cronograma das atividades e propôs a elaboração de um relatório ao final, que norteará os diversos trabalhos propostos: assessoria para a implantação de um Portal AGA; assessoria para a implantação do Portal Drone/RPAS; intercâmbio de dados de vigilância de tráfego aéreo entre Brasil e Paraguai; curso básico de Vigilância ATS (serviços de tráfego aéreo) e Técnicas do Serviço de Vigilância ATS em Rota e Área terminal; curso de Gerenciamento de Recursos de Equipe; curso de Gerenciamento de Risco à Segurança Operacional; curso de Sistema de Gerenciamento de Segurança Operacional (SGSO) e Organizações e Entidades Provedoras do Serviço de Navegação Aérea (ANS); curso de Capacidade do Sistema de Pistas; curso de Capacidade de Setor ATC (controle de tráfego aéreo); cursos teóricos PANS/OPS.

O Brigadeiro Bertolino, em sua apresentação, ratificou a exequibilidade das solicitações da DINAC e comentou detalhes sobre a implantação da operação radar no Controle de Aproximação (APP) Guarani. Abordou, também, uma proposta de estudo para a implantação do Sistema Integrado de Gestão de Movimentos Aéreos (SIGMA) do DECEA no âmbito do espaço aéreo paraguaio.

Para o Tenente-Brigadeiro Domingues, essa integração proporcionará uma qualidade de voo compatível com o que a Organização da Aviação Civil Internacional (OACI) espera do Brasil e dos países da região: "Parabéns a todos que promoveram esse trabalho, bem como aos nossos companheiros paraguaios, que receberão instrução e treinamento, que permitirão implantar o APP Guarani e integrar, num futuro bem próximo, o CGNA, com uma célula de gerenciamento de fluxo de tráfego aéreo em Assunção. Essa semana demos um passo muito importante para garantir voos mais seguros, tranquilos e eficientes para os passageiros do Brasil e do Paraguai. O DECEA - por intermédio da CISCEA, do CINDACTA II e do DTCEA-FI, junto com os companheiros do Paraguai - deu um passo muito importante para um futuro mais integrado entre os dois países”.

Histórico do Acordo de Cooperação Técnica Brasil-Paraguai

No dia 18 de abril de 2017, na cidade de Puerto Iguazu - Argentina, foi celebrado o Acordo de Cooperação entre o DECEA, a Empresa Nacional de Navegación Aérea da Argentina, a Dirección Nacional de Aeronáutica Civil do Paraguai e a Dirección Nacional de Aviación Civil e Infraestructura Aeronáutica do Uruguai, com o objetivo de desenvolver, mediante mútua colaboração, ações conjuntas que proporcionem o intercâmbio de informações, promoção de novas tecnologias, tarefas de assistência técnica, consultoria e assessoria especializada, ensino e pesquisa, desenvolvimento e avaliação de processos, bem como as demais atividades compatíveis com os fins das entidades envolvidas.

 

Redação e fotos: Maj Esp Met Luciano Rodrigues Uemura

Edição: Daisy Meireles