Notícia Destaque

DECEA leva profissionais de saúde da FAB ao DTCEA-Três Marias

publicado: 02/07/2019 15:16

 




Depois de idas e vindas ao dentista, o problema de Tainara continuava. Clínica particular, posto médico, hospital público... Não dava certo. A rede de saúde de Três Marias, interior de Minas Gerais, é limitada. E quando cobra, cobra bem.



A solução veio de uma conversa com a Tenente Larissa, médica da vila militar da FAB, para onde o marido, soldado, a trouxera para morar poucos meses atrás. Prestes a se deslocar por mais de quatro horas num ônibus de linha, em busca de atendimento no Hospital da Aeronáutica de Lagoa Santa, a Tenente a conteve. O atendimento chegaria a domicílio.

Esse é o terceiro ano da Missão de Assistência Integrada Itinerante. Idealizada, coordenada e gerenciada pelo Subdepartamento de Administração (SDAD) do DECEA, o projeto leva equipes de profissionais de saúde da Força Aérea Brasileira às unidades do órgão que demandam maior atenção, seja devido ao isolamento geográfico, seja pela carência de serviços médicos.

Alocado em meio às veredas do cerrado mineiro, no km 252 da BR-040, o Destacamento de Controle do Espaço Aéreo de Três Marias (DTCEA-TRM) dista cerca de 30 km da vila habitacional da FAB, que acolhe boa parte do efetivo do Destacamento em 25 moradias. Invariavelmente, quando precisam de atendimento médico, têm de fazer as malas.



“Esse tipo de missão é de suma importância para o DTCEA-TRM. São vários especialistas chegando à cidade, trazendo esperança e conforto aos militares e seus dependentes. Nosso atendimento em especialidade médica mais próximo está em Lagoa Santa, 260km, ou em Brasília, 470km”, afirma o comandante do Destacamento, Capitão Marco Aurélio Lopes Calisto.

A vinda de profissionais de saúde do Esquadrão de Saúde de Lagoa Santa (ES-LS) e do Primeiro Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo (CINDACTA I) foi celebrada pelo efetivo. Oftalmologia, Ortopedia, Pediatria, Ginecologia, Odontologia, Psicologia, Assistência Social, ao todo foram realizados 121 atendimentos. A equipe ainda ofereceu duas palestras sobre concessão de benefícios sociais no âmbito do Comando da Aeronáutica, ministradas pela Tenente Assistente Social Anne Giselle Santana Carvalho.

"Acredito que o principal objetivo deste tipo de missão é o de aproximar. Literalmente. Estar mais próximo da realidade do efetivo, de localidades com inúmeras dificuldades de acesso à rede de apoio integrada. Um trabalho que fortalece o olhar da assistência e do cuidado em busca de uma assistência mais integral ", relata Rachel Costa Cardoso Cuadros, Tenente Psicóloga do CINDACTA I. Para a oficial essas missões também acrescentam muito no que diz respeito à experiência profissional dos envolvidos. "Este trabalho enriquece minha bagagem de vivências terapêuticas. Me faz sair da zona de conforto de receber o indivíduo em sofrimento e me ver tendo que ‘conquistar’ um efetivo muitas vezes desconfiado e acostumado a não ter este suporte facilitado. Saio de lá mais grata e, com certeza, mais sensível às demandas das localidades atendidas”, afirma.



Ao longo do trabalho, foram também realizadas visitas a instituições de saúde nas cidades de Três Marias e Curvelo, com o propósito de credenciar prestadores de serviços para assistência médica complementar aos militares da Aeronáutica, seus dependentes e pensionistas. A iniciativa ficou a cargo do Capitão Leandro Lamas Dias e da Tenente Bárbara Miranda Salomão, ambos do ES-LS.

“Vale lembrar que a cidade de Três Marias carece de várias especialidades, desse modo estamos tentando conseguir alguns credenciamentos para amenizar esses transtornos na área de saúde”, relatou o Capitão Calisto. Foram realizadas visitas em clínicas médicas e odontológicas, laboratórios, empresas de transporte de ambulância e hospitais. Dando continuidade à última Missão de Assistência Integrada Itinerante no local, realizada em novembro passado, os profissionais finalizaram o credenciamento do Laboratório Gama LTDA, que agora oferecerá serviços de análises clínicas aos militares.



A equipe de doze profissionais - chefiada pelo Major Oftalmologista Frederico Bicalho Dias da Silva - e os equipamentos médicos necessários ao atendimento, foram transportados em duas viaturas da FAB pelos motoristas da ES-LG.

 

Quanto à Tainara...

Quanto à Tainara - a jovem do início da reportagem que andava à busca de atendimento odontológico -, nem precisou sair da vila militar para resolver a dor de dente. Agendada para o primeiro dia, foi atendida pela dentista do ES-LS, Tenente Débora Magalhães Lima.

O único porém foi Mariana, a filha de dois anos que Tainara não tinha com quem deixar. Não era problema. No colo da mãe, assistindo desenho no celular, a pequena Mari testemunhou, por cerca de uma hora, a série de procedimentos cuidadosos executados com segurança pela dentista na boca da mãe. Tainara saiu do consultório sem dores. E enternecidamente grata com a  gentileza.



 

Assessoria de Comunicação Social do DECEA

Reportagem e fotos: Daniel Marinho