Conheça os 7 aeroportos brasileiros de maior movimento aéreo de 2015

Diariamente, mais de 3 mil voos cruzam o céu do País. Somente sobre a grande São Paulo (área aproximada da Terminal Aérea de São Paulo – TMA SP) são mais de 700 mil voos por ano. Ainda que algumas aeronaves apenas cruzem o Brasil, a grande maioria não está só de passagem em nosso espaço aéreo. Decolarão ou pousarão por aqui.

20137654172_68a5a3b50c_k

Efeito de imagem aérea do Aeroporto de Brasília. Foto: Fábio Maciel

O Blog SobreVoo reúne, neste post, o ranking dos aeroportos brasileiros mais movimentados de 2015 em número de pousos e decolagens – somam-se ao cálculo também, ainda que  em muito menor peso, os procedimentos de “toque e arremetida” e cruzamentos de pista para pouso, geralmente helicópteros.

Os dados são parte do levantamento anual realizado pelo Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA), por meio do Centro de Gerenciamento de Navegação Aérea (CGNA), consolidado no Anuário Estatístico de Tráfego Aéreo (Ref 2015). O Documento, desenvolvido pelos profissionais do Setor de Estatística da organização, compõe um rico acervo de dados e informações referentes aos voos no Brasil.

No Top 7 dos pousos e decolagens brasileiros, apenas Confins e Congonhas registraram um acréscimo em 2015. Brasília manteve-se estável e os demais recuaram em relação aos números do ano anterior. Dos sete aeroportos mais movimentados, cinco são atualmente administrados por empresas privadas, em regime de concessão: Guarulhos, Galeão, Confins, Brasília e Viracopos. Congonhas e Santos Dumont, tradicionais alicerces da Ponte Aérea Rio-São Paulo (um dos trechos mais voados no mundo), são geridos pela a Infraero. Confira!

 

7 º – CNF Aeroporto Internacional de Confins/ Belo Horizonte (Confins – MG)
114.762 movimentos aéreos em 2015

Aeroporto Internacional Tancredo Neves - Confins

Imagem aérea do Aeroporto de Confins. Foto: Sec de Turismo/ Prefeitura de Belo Horizonte

O Aeroporto Internacional de Confins / Belo Horizonte é o principal da região metropolitana da capital mineira. Administrado desde 2014 pela concessionária BH Airport (Grupo CCR e Zurich Airport) com a participação da Infraero, Confins apresentou o maior percentual de crescimento em movimentos aéreos da lista, saltando do 10º para o 7º lugar no Ranking em 2015.

Localizado a 38 Km do centro de BH, sua vocação é a aviação comercial (cias aéreas), que responderam por 98% dos voos do ano passado, por onde transitaram mais de 11 milhões de passageiros em 2015.

 

6 º – VCP Aeroporto Internacional de Viracopos (Campinas – SP)
131.537 movimentos aéreos em 2015

RR3A1317 (1)2

Novo terminal de passageiros de Viracopos. Foto: Edis Cruz/Aeroportos Brasil Viracopos

Localizado a 18 quilômetros do centro de Campinas e a 100 Km de São Paulo, Viracopos recebe mais de 10 milhões de passageiros por ano e possui um dos maiores terminais  de carga do Brasil. É atualmente administrado, em regime de concessão, pelo Consórcio Aeroportos Brasil (Triunfo Participações e Investimentos, UTC Participações, Egis Airport Operation) e pela Infraero.

Em 2015, houve uma redução de 2,8% nos movimentos aéreos do aeroporto na comparação com 2014. Boa parte devido ao decréscimo de 11% nas operações da aviação geral (jatos executivos e táxis-aéreos).

 

5 º – SDU Aeroporto Santos Dumont (Rio de Janeiro – RJ)
139.561 movimentos aéreos em 2015

_M6W0180

Aeroporto Santos Dumont no centro do Rio de Janeiro. Foto: Luiz Perez

Inaugurado em 1936, o Aeroporto Santos Dumont foi o primeiro aeroporto civil a operar no Brasil e só recebe voos domésticos que servem a capital fluminense. Opera um dos maiores fluxos de tráfego doméstico do país, boa parte proveniente da Ponte Aérea Rio – São Paulo.

Localizado no centro da cidade, a praticidade do aeroporto se soma a algumas restrições operacionais, já que opera numa região de altíssima densidade demográfica. O aeroporto fecha para pousos e decolagens entre 23 h e 6 h, de modo a amenizar o impacto ambiental – sobretudo ruído – ao longo da madrugada na vizinhança.

Em 2015, o movimento recuou 7,3% devido, sobretudo, a aviação geral que observou um decréscimo de 27,2%. Ainda assim, o aeroporto queridinho dos cariocas dispõe da quinta pista mais utilizada do Brasil.

 

4º – GIG Aeroporto Internacional do Galeão- RIOgaleão/Antônio Carlos Jobim (Rio de Janeiro – RJ)
141.549 movimentos aéreos em 2015

Galeao1

Terminais 1 e 2 do Aeroporto do Galeão. Foto: CAU/BR

O Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro / RIO Galeão possui o maior sítio aeroportuário e a maior pista de pouso e decolagem comercial do Brasil (4.000 m). A 20 Km do centro do Rio, é o segundo em movimentação internacional do País, servindo atualmente 23 companhias aéreas nacionais e internacionais, bem como a aviação geral e a militar (Base Aérea do Galeão).

Em novembro de 2013, o Galeão foi concedido ao Consórcio Aeroportos do Futuro, liderado pela construtora Odebrecht e pela administradora do Aeroporto de Cingapura, Changi, que o administra juntamente com a Infraero desde agosto de 2014. Em 2015, a movimentação aérea do aeroporto recuou 6,4% em relação ao ano anterior, boa parte devido ao expressivo recuo de 33% nos voos da aviação geral.

 

3º – BSB Aeroporto Internacional de Brasília/Pres. Juscelino Kubitschek (Brasília – DF)
199.246 movimentos aéreos em 2015

Aeroporto de Brasília

Imagem, a partir da pista de táxi, do Pier Sul do Aeroporto de Brasília. Foto: Fábio Maciel

O Aeroporto Internacional de Brasília está localizado a 15 Km da área central do “Plano Piloto” e recebe aproximadamente 18 milhões de passageiros/ano. Desde 29 de fevereiro de 2013, é operado pelo consórcio Inframerica Aeroportos, composto pelas empresas Infravix Participações SA e Corporacion America SA juntamente com a Infraero, que detêm 49 % da sociedade, conforme acordo de concessão.

O aeródromo brasiliense é o maior em capacidade de pista do Brasil, podendo receber um voo por minuto. Em 2015, o número de pousos e decolagens manteve-se estável em relação ao ano anterior. A aviação geral vem reduzindo sua operação nos últimos anos e apresentou queda de 16,0%. A aviação comercial, porém, registrou um aumento de 4,6 % no mesmo período.

 

2º – CGH Aeroporto de Congonhas (São Paulo – SP)
221.534 movimentos aéreos em 2015

16580423935_24e5ee0f9b_k

Aproximação para pouso no Aeroporto de Congonhas. Foto: Fábio Maciel

Administrado pela Infraero, o Aeroporto de Congonhas está localizado numa região densamente povoada da maior cidade do Brasil. Assim como o Santos Dumont, opera com certas restrições de funcionamento: fecha das 23 h às 6 h e, desde 2008, só opera voos domésticos. Permanecem, no entanto, como um dos aeródromos mais usados no Brasil.

Em 2015, Congonhas recebeu em média 585 pousos e decolagens por dia e mais de 19 milhões de passageiros, interligando São Paulo a 30 localidades, sobretudo o Rio de Janeiro. Considerado o grande aeroporto executivo do Brasil, Congonhas observou um acréscimo de 2,5% dos voos em 2015: 9,5% referente à aviação comercial, que aumentou sua participação no total de movimentos de Congonhas de 73% em 2014 para 78% no período.

 

1º – GRU Aeroporto Internacional de Guarulhos/ São Paulo (Guarulhos – SP)
299.457 movimentos aéreos em 2015

Aeroporto de Guarulhos

Fachada do novo terminal de passageiros de Guarulhos. Foto: Luiz Peres

Não haveria como ser diferente. Há algum tempo o Aeroporto de Guarulhos encabeça qualquer ranking de movimentação aérea no Brasil. É o maior aeroporto do País e o mais movimentado da América Latina em número de passageiros. O aeroporto foi concedido à iniciativa privada, em 2012, e hoje é administrado pelo Grupo Invepar, pela ACSA (Airports Company South Africa) com a participação da Infraero, que detêm 49% da sociedade.

Um dos principais hubs da América do Sul, Guarulhos é a principal porta de entrada do Brasil no modal aéreo. Aviação geral, militar e  39 cias aéreas nacionais e internacionais operam no aeroporto, pousando e decolando aeronaves de pequeno, médio e grande porte mais de 800 pousos e decolagens por dia.

No ano passado, 27% dos movimentos na aviação comercial referiram-se a voos internacionais. Quanto ao total de movimentos, porém, Guarulhos registrou uma queda de 3,6%. A aviação geral recuou em 26,9% e a comercial, 1,4%. Atualmente a aviação comercial responde por 96% dos pousos e decolagens no aeroporto, índice que vem crescendo nos últimos anos.

 

Daniel Marinho
Jornalista

6 Responses

  1. Monica 16/05/2017 / 16:32

    Boa tarde, estava fazendo uma pesquisa p um trabalho escolar de meu filho e Senti falta, na sua reportagem, do número de passageiros/ano no aeroporto de Cumbica.

    • Daniel Marinho 30/05/2017 / 17:36

      Olá, Mônica! Tudo bem?

      Aqui no DECEA lidamos com número de movimentos aéreos, ou seja números relacionados a voos. Decorrência natural disso é o blog do DECEA ter este diferencial – mais incomum, porém, não menos importante – já que a própria grande imprensa está acostumada a apurar dados relativos aos passageiros.

      Mas não vamos deixar o seu filho desguarnecido. Seguem os números:

      Aeroporto de Guarulhos- Cumbica
      Número de passageiros / ano

      Ano – Passageiro(total) / Doméstico / Internacional
      2007- 18 007 696 / 9 619 621 / 8 388 075
      2008- 19 678 222 / 10 911 005 / 8 767 217
      2009- 21 051 570 / 12 689 396 / 8 362 174
      2010- 26 141 551 / 15 969 950 / 10 178 601
      2011- 29 512 131 / 18 302 860 / 11 209 271
      2012- 32 177 594 / 20 138 358 / 11 387 443
      2013- 36 045 000 / 23 527 156 / 12 472 844
      2014- 39 537 000 / 25 956 000 / 13 581 000
      2015- 38 985 000 / 25 365 000 / 13 620 000
      2016- 36 596 326/ 23 101 826 / 13 494 500

      Fontes: Infraero (até 2012)/ GRU Airport (de 2012 a 2016)

      Obrigado e volte sempre!

      Daniel Marinho

  2. Luciano Alves 10/09/2017 / 16:25

    Boa tarde Daniel,

    estou fazendo uma pesquisa para o meu TCC e preciso fazer uma matriz Origem-Destino entre os 10 maiores aeroportos do Brasil, com movimentações anuais de passageiros.
    Exemplo: Quantos passageiros foram do Aeroporto de Guarulhos para o Aeroporto Santos Dumont em 2015; Quantos passageiros foram do Aeroporto de Curitiba para o Aeroporto de Campinas; etc.

    Com qual base de dados eu conseguiria fazer isto?

    Muito obrigado

  3. gojiwell 15/10/2017 / 03:22

    Caraca, legal o artigo bem explicado, gostei.
    Muito legal mesmo, tirou minhas duvidas, vou recomendar seu artigo.

  4. JI 28/01/2018 / 20:33

    Ótimo artigo! Parabéns! Aeroportos em grandes metrópoles geralmente são os mais lindos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

dezessete + 12 =