Os 7 aeroportos brasileiros de maior movimento aéreo em 2017

Já uma tradição no Blog Sobrevoo, reunimos, neste post, mais uma atualização do ranking dos sete aeroportos mais movimentados do País em número de pousos e decolagens. Somam-se ao cálculo, também, ainda que em menor peso, os procedimentos de “toque e arremetida” e cruzamentos de pista para pouso.

Aeronave encaminha-se à cabeceira para decolar do Aeroporto Internacional de Salvador.

Aeronave encaminha-se à cabeceira para decolar do Aeroporto Internacional de Salvador. (Foto: Fábio Maciel)

Os dados são parte do levantamento anual realizado pelo Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA), por meio do Centro de Gerenciamento de Navegação Aérea (CGNA), consolidado no Anuário Estatístico de Tráfego Aéreo (Ref 2017). O Documento, desenvolvido pelos profissionais do Setor de Estatística da organização, compõe um rico acervo de dados e informações referentes aos voos e aeroportos brasileiros.

Os dados de 2017 ainda não indicam, ou presumem, uma recuperação no número de movimentos aéreos que desde 2015 vem observando um decréscimo. Com exceção de Congonhas, os demais aeródromos ainda acumulam números menores dos que os registrados no ranking de 2013.

No comparativo com o ano passado, Congonhas, apresentou um acréscimo de tráfego de 1,9 %; Confins; 0,36%. Brasília e Viracopos reportaram os maiores decréscimos: -8,19% e -5,36%, respectivamente. Confira!

 

7 º – CNF Aeroporto Internacional de Confins/ Belo Horizonte (Confins – MG)
100.593 movimentos aéreos em 2017

Aeroporto Internacional de Confins - Tancredo Neves

Aeroporto Internacional de Confins – Tancredo Neves (Foto: Divulgação)

O Aeroporto Internacional de Confins / Belo Horizonte é o principal da região metropolitana da capital mineira. Administrado, desde 2014, pela concessionária BH Airport (Grupo CCR e Zurich Airport) com a participação da Infraero, Confins oscilou nos últimos anos:queda de 12,7% em 2016 e crescimento de 0,36% em 2017.

Localizado a 38 Km do centro de BH, sua vocação é a aviação comercial (cias aéreas), que responderam por 98% dos voos em 2017, por onde transitaram cerca de 10 milhões de passageiros.

 

6 º – VCP Aeroporto Internacional de Viracopos (Campinas – SP)
112.772 movimentos aéreos em 2017

Novo terminal de passageiros de Viracopos.

Novo terminal de passageiros de Viracopos. Foto: Edis Cruz/Aeroportos Brasil Viracopos

Localizado a 18 quilômetros do centro de Campinas e a 100 Km de São Paulo, Viracopos recebe mais de 10 milhões de passageiros por ano e possui um dos maiores terminais  de carga do Brasil. É atualmente administrado, em regime de concessão, pelo Consórcio Aeroportos Brasil (Triunfo Participações e Investimentos, UTC Participações, Egis Airport Operation) e pela Infraero.

Em 2017, o movimento do aeroporto apresentou uma redução de tráfego da ordem de 5,4%, no comparativo com 2016. A aviação geral teve uma redução de 0,9% e a comercial; 5,7%.

 

5 º – SDU Aeroporto Santos Dumont (Rio de Janeiro – RJ)
118.149 movimentos aéreos em 2017

Aeroporto Santos Dumont no centro do Rio de Janeiro. Foto: Luiz Perez

Aeroporto Santos Dumont no centro do Rio de Janeiro. Foto: Luiz Perez

Inaugurado em 1936, o Aeroporto Santos Dumont foi o primeiroaeroporto civil a operar no Brasil e só recebe voos domésticos. Possui a quinta pista mais utilizada do País. Opera um dos maiores fluxos de tráfego doméstico do país, boa parte proveniente da Ponte Aérea Rio – São Paulo.

Localizado no centro da cidade, a praticidade do aeroporto se soma a algumas restrições operacionais, já que opera numa região de altíssima densidade demográfica. O aeroporto fecha para pousos e decolagens entre 23 h e 6 h, de modo a amenizar o impacto ambiental.

No ano de 2017, o movimento do aeroporto diminuiu 1,8%. A aviação comercial foi a principal responsável por este resultado, com queda de 1,9%. A aviação geral teve um aumento de 1,9%.

 

4º – GIG Aeroporto Internacional do Galeão- RIOgaleão/Antônio Carlos Jobim (Rio de Janeiro – RJ)
127.092 movimentos aéreos em 2017

Terminais 1 e 2 do Aeroporto do Galeão.

Terminais 1 e 2 do Aeroporto do Galeão. Foto: CAU/BR

O Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro / RIO Galeão possui o maior sítio aeroportuário e a maior pista de pouso e decolagem comercial do Brasil (4.000 m). A 20 Km do centro do Rio, é o segundo em movimentação internacional do País. Serve 22 companhias aéreas nacionais e internacionais, aviação geral e militar (Base Aérea do Galeão).

Em novembro de 2013, o Galeão foi concedido ao Consórcio Aeroportos do Futuro (Odebrecht e Changi Airports),que o administra juntamente com a Infraero desde agosto de 2014.

O total de movimentos vem diminuindo nos últimos anos: 7,3% em 2016 e 3,1% em 2017. A aviação comercial apresentou quedas: 6,3% em 2016 e 2,6% em 2017. Já a aviação geral reduziu 14,0% de seu tráfego no ano de 2017.

 

3º – BSB Aeroporto Internacional de Brasília/Pres. Juscelino Kubitschek (Brasília – DF)
158.507 movimentos aéreos em 2017

Imagem, a partir da pista de táxi, do Pier Sul do Aeroporto de Brasília

Imagem, a partir da pista de táxi, do Pier Sul do Aeroporto de Brasília. Foto: Fábio Maciel

O Aeroporto Internacional de Brasília está localizado a 15 Km da área central do “Plano Piloto” e recebe aproximadamente 17 milhões de passageiros/ano. Desde 29 de fevereiro de 2013, é operado pelo consórcio Inframerica Aeroportos, composto pelas empresas Infravix Participações SA e Corporacion America SA, juntamente com a Infraero, que detêm 49 % da sociedade.

O aeródromo brasiliense é o maior em capacidade de pista do Brasil, podendo receber um voo por minuto.  No ano de 2017, o total de movimentos teve uma redução de 8,1%, com 13.976 movimentos a menos, em média, relacionado à 2016. A aviação geral apresentou queda de 1,8% em 2017.

2º – CGH Aeroporto de Congonhas (São Paulo – SP)
223.989 movimentos aéreos em 2017

Fachada principal do Aeroporto de Congonhas em São Paulo.

Fachada principal do Aeroporto de Congonhas em São Paulo. (Foto: Fábio Maciel)

Administrado pela Infraero, o Aeroporto de Congonhas está localizado numa região densamente povoada da maior cidade do Brasil. Assim como o Santos Dumont, opera com certas restrições de funcionamento: fecha das 23 h às 6 h e, desde 2008, só opera voos domésticos. Permanece, no entanto, como um dos aeródromos mais movimentados do Brasil.

Considerado o aeroporto executivo do País,  Congonhas registrou um aumento de 1,9% de sua movimentação aérea. A aviação comercial teve uma leve queda na participação dos movimentos do aeroporto passando de 80% em 2016 para 79% em 2017.

1º – GRU Aeroporto Internacional de Guarulhos/ São Paulo (Guarulhos – SP)
271.237 movimentos aéreos em 2015

Fachada do novo terminal de passageiros de Guarulhos. Foto: Luiz Perez

Fachada do novo terminal de passageiros de Guarulhos. Foto: Luiz Perez

O Aeroporto de Guarulhos é o maior do País e o mais movimentado da América do Sul em número de passageiros. Foi concedido à iniciativa privada, em 2012, e hoje é administrado pelo Grupo Invepar, pela ACSA (Airports Company South Africa) com a participação da Infraero, que detêm 49% da sociedade.

Um dos principais hubs da América latina, Guarulhos é a principal porta de entrada do Brasil no modal aéreo. Aviação geral, militar e  39 cias aéreas nacionais e internacionais operam no aeroporto, pousando e decolando aeronaves de pequeno, médio e grande porte mais de 800 pousos e decolagens por dia.

A aviação geral teve aumento de 5,3%. Mas a redução de 0,8% nos movimentos da aviação comercial, terminou por impactar no computo geral, colaborando para um decréscimo da ordem de 0,33%.  Ao longo dos meses de 2017, registrou picos de movimento nos meses de férias escolares, janeiro, julho e dezembro.

 

Daniel Marinho
Editor/ Redator

 

3 Responses

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

catorze − cinco =