QUIZ SOBREVOO – Você consegue reconhecer essas Torres de Controle?

Não tem jeito. Por mais que o controle aéreo envolva uma diversidade de estruturas e centros operacionais, é ela, a Torre de Controle, que salta aos olhos dos passageiros.

Neste post, desafiamos os leitores: quem consegue reconhecer essas torres pela foto? Faça o nosso QUIZ e veja se você está ou não precisando de mais horas de voo!

0%

É uma das maiores do Brasil, com 66 metros! Recém inaugurada em 2016.

Foto: Fábio Maciel
Correct! Wrong!

Salve Salvador! A nova torre do Aeroporto Internacional Luis Eduardo Magalhães foi construída junto às novas instalações do Destacamento de Controle do Espaço Aéreo de Salvador (DTCEA-SV).

Aqui não dá para marcar bobeira. É pouso ou decolagem quase que a cada minuto!

Foto: Luiz Perez
Correct! Wrong!

A Torre de Controle do Aeroporto de Guarulhos absorve o maior fluxo aéreo de toda América Latina. São quase mil pousos e decolagens por dia!

Essa belezura mora no segundo aeroporto mais movimentado do Brasil em voos internacionais. É a preferida do Tom Jobim...

Foto: Fábio Maciel
Correct! Wrong!

"Minha alma caaanta..." Eis a bela torre do Galeão! Operada pelo DECEA, por meio do Destacamento de Controle do Espaço Aéreo do Galeão (DTCEA-GL), esta torre controla cerca de 150 mil pousos e decolagens por ano.

Está num aeroporto recentemente concedido à iniciativa privada. Muitos turistas passam por aqui ao longo do ano.

Foto: Luiz Perez
Correct! Wrong!

A Torre do Aeroporto Internacional de Fortaleza/ Pinto Martins controla, anualmente, cerca de 60 mil pousos e decolagens. O aeroporto é agora administrado pela alemã Fraport. A torre permanece sob o comando do DECEA.

Carinhosamente apelidada de "cafeteira italiana", a nova torre deste aeroporto atendeu 50 mil pousos e decolagens em 2016.

Foto: Luiz Perez
Correct! Wrong!

A nova torre do Aeroporto de Vitória/ Eurico Salles é parte de uma importante ampliação do aeroporto capixaba, que também ganhará nova pista e terminal de passageiros em 2018! O DECEA já elabora as novas cartas (mapas aéreos) do Eurico Salles!

Localizada na região central do país, está localizada num importante hub nacional.

Foto: Luiz Perez
Correct! Wrong!

A Torre de Controle do Aeroporto de Brasília é a única no País homologada para controlar pouso e/ou decolagens simultâneos em suas pistas paralelas. O aeroporto tem capacidade de absorver até 60 voos/hora.

Esse aeroporto já serviu de base de apoio aos aliados na II Guerra Mundial.

Foto: Luiz Perez
Correct! Wrong!

O Aeroporto Internacional de Belém/ Val de Cãns funciona em operação conjunta com a Base Aérea de Belém. Cerca de 4 milhões de passageiros passam por lá todo ano.

Inaugurada em 2013, essa torre está no chamado "aeroporto executivo do país".

Foto: Fábio Maciel
Correct! Wrong!

O Aeroporto de Congonhas é um dos mais movimentados do país. A Torre de Controle é também operada pelo DECEA, por meio do Serviço Regional de Proteção do Voo de São Paulo (SRPV-SP)

Essa fica na nossa fronteira. Em uma das cidades que mais recebem turistas estrangeiros no Brasil!

Foto: Luiz Perez
Correct! Wrong!

Esta é a Torre de Controle do Aeroporto de Internacional de Foz do Iguaçu. Próximo a uma das "Sete maravilhas da Natureza", as Cataratas do Iguaçu, o aeroporto recebe, anualmente, um fluxo intenso de turistas estrangeiros.

Colher de chá, hein!

Foto: Fábio Maciel
Correct! Wrong!

A Torre do Santos Dumont pode não ser lá tão imponente. Mas goza de uma vista de dar inveja aos outros controles! O aeroporto carioca é o mais antigo aeródromo civil do Brasil, inaugurado em 1936. O movimento também é intenso: cerca de 140 mil pouso e decolagens por ano.

QUIZ SOBREVOO - Onde fica esta Torre de Controle?
Acertou todas!!!

.

.

.

Share your Results:

1 Response

  1. Francisco Lobianco 11/05/2018 / 08:53

    Prezados,

    Em primeiro lugar, quero parabenizar a equipe que elaborou este anuário estatístico, pela qualidade e inestimável fonte de informações, que servirá para analisar o perfil e o desempenho da aviação deste país continental, e com isso, ser capaz de identificar oportunidades de melhoria e crescimento.

    Com relação ao Aeroporto Santos Dumont, aeródromo no qual trabalho, solicito rever a página 117, especificamente à citação de SBBR nos títulos dos gráficos e das tabelas, que acredito deveria ser SBRJ.

    Desde já agradeço um retorno.

    Atenciosamente,

    Francisco Lobianco
    Tel.: 21-3814-7743

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

catorze + 5 =