Notícia Destaque

PAME-RJ implementa gerenciamento da qualidade de energia em Destacamentos do CINDACTA IV

Os ativos de infraestrutura da rede elétrica estão contemplados no escopo do projeto de monitoramento, pois são essenciais para manutenibilidade dos equipamentos.


publicado: 22/08/2019 14:54

 




Atendendo a necessidade do Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA) de integrar e monitorar todos os equipamentos que compõem o Sistema de Controle do Espaço Aéreo Brasileiro (SISCEAB), o Núcleo do Centro de Gerenciamento Técnico (NuCGTEC) vem trabalhando para fornecer dados precisos que permitirão acompanhar a situação, em tempo real, de todos esses ativos.

Radares primários, secundários e meteorológicos, assim como as estações meteorológicas de superfície, VHF (frequência muito alta), Telesat (telecomunicações por satélite), ILS (sistema de pouso por instrumentos) e VOR/DME (radiofarol onidirecional em VHF/equipamento medidor de distâncias) já são monitorados em tempo real. No entanto, os ativos de infraestrutura da rede elétrica estão contemplados no escopo do projeto de monitoramento, pois são essenciais para manutenibilidade dos equipamentos. Devido à sua criticidade, devem ser incluídos na relação de equipamentos do SISCEAB que devem ser monitorados.

O NuCGTEC adquiriu o PQube como uma solução comercial consagrada em mais de 58 países. É um instrumento que analisa, monitora e registra a qualidade da energia elétrica, reportando qualquer distúrbio nesta rede. Este dispositivo compacto de monitoramento em tempo real, fabricado e fornecido pela empresa americana Power Standards Lab (PSL), líder na produção de instrumentos de energia elétrica ultraprecisos, permitirá avaliar com alta acuracidade a rede elétrica do SISCEAB, bem como fornecer informações complementares das variáveis do ambiente, como temperatura, umidade e pressão no local de instalação.

E como resultado, o PQube fornece uma apresentação dos dados monitorados de forma simples e intuitiva, podendo ser visualizada em quaisquer lugar e hora pela Intraer. Sendo assim, é possível aprofundar os dados gerados pelo PQube, graças a um servidor de Web integrado, que permite acessar todas as informações da rede elétrica para desenvolvimento de indicadores e painéis de desempenho e tomada de decisão.

Como processo de validação desta solução, equipes do NuCGTEC e do Quarto Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo (CINDACTA IV) realizaram cinco instalações do PQube nos Destacamentos de Controle do Espaço Aéreo (DTCEA) de Manaus (AM), Eirunepé (AM), Eduardo Gomes (AM) e na Estação de Apoio de Controle do Espaço Aéreo (EACEA) de Jundiá (RR).

Restam, ainda, três instalações - nos DTCEAs de Boa Vista (RR), Manicoré (AM) e na EACEA de Aripuanã (MT) - localidades pertencentes à Prova de Conceito da DCA 66-3, que trata a Governança para Manutenção do SISCEAB.

Participaram desta missão, o Suboficial Sérgio e o Sargento Bruno (militares do CINDACTA IV); Eduardo Assis Silveira (analista de sistemas), Filipe Barroso da Silva (engenheiro de produção) e Sargento Filipe Carneiro Rodrigues de Pontes (do PAME-RJ).

 

Texto de Eduardo Assis Silveira (PAME-RJ)
Editado por Daisy Meireles

Fotos de Luiz Eduardo Perez Batista