Notícia Destaque

Jornalistas conhecem as atividades de controle de tráfego aéreo do CINDACTA III

O encontro teve o objetivo de estreitar o relacionamento com a imprensa


publicado: 29/08/2019 09:33

 




O Terceiro Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo (CINDACTA III), localizado em Recife (PE), recebeu, nesta quarta-feira (28/08), jornalistas de diversos órgãos de comunicação do país para conhecerem o funcionamento e a rotina de trabalho da organização, que gerencia e controla uma área de 13,5 milhões de quilômetros quadrados. O evento, em parceria com a Associação Brasileira das Empresas Aéreas (ABEAR), teve o objetivo de estreitar os relacionamentos com os profissionais de imprensa.



Em sua apresentação, o comandante do CINDACTA III, Brigadeiro do Ar Cesar Faria Guimarães, destacou a atual estrutura organizacional e os principais serviços prestados pelos mais de 2.000 profissionais, entre civis e militares. “Essa iniciativa permite que os jornalistas possam compreender melhor a missão da organização, que atua na vigilância e controle da circulação aérea geral de uma região que abrange o Nordeste do país e em uma extensa área do Oceano Atlântico”, pontuou o oficial-general.

Para o diretor de comunicação da ABEAR, Adrian Alexandri, a iniciativa contribui para que os profissionais voltem para as redações com um maior conhecimento sobre o setor. “O Departamento de Controle do Espaço Aéreo, como responsável pelo controle do espaço aéreo brasileiro, é vital nesta parceria com a ABEAR, pois é a partir da atuação do órgão que os jornalistas entendem as especificidades e desafios do tráfego aéreo no país”.

Durante a programação, os profissionais da imprensa conheceram os Centros de Controle de Área de Recife (ACC-RE) e do Atlântico (ACC-AO), que monitoram as aeronaves em rota; e o Controle de Aproximação Recife (APP-RF), que presta os serviços de controle de tráfego aéreo e de informação de voo às aeronaves que voam dentro de uma área de controle terminal.

Em seguida, os serviços executados pelos Centros de Coordenação de Busca e Salvamento (SAR) foram apresentados aos jornalistas. Em qualquer incidente aéreo ou marítimo, os também chamados SALVAERO atuam por meio de sua rede de comunicação e apoio de profissionais especializados em permanente estado de alerta, por 24 horas.

Aproximação com a imprensa

Na visita à Torre de Controle do Aeroporto de Recife, eles puderam acompanhar os pousos e decolagens das aeronaves e as atividades dos controladores de tráfego aéreo. “Foi muito importante visitar o ambiente e entender as operações necessárias para a segurança dos voos”, destacou Denis Cavalcanti, jornalista da TV Jornal, afiliada do SBT.

Dentre as modernas tecnologias empregadas, a comunicação por enlace de dados entre controladores e pilotos, conhecida como CPDLC, do inglês Controller-Pilot Data Link Communications, aplicada no ACC-AO, foi um dos assuntos de grande interesse.

Na avaliação de Edmundo Ubiratan, editor de conteúdo digital da Revista Aero Magazine, conhecer a estrutura do CINDACTA III, como jornalista especializado em aviação, é uma oportunidade de levar uma pauta pouco conhecida ao público. “A existência do ACC-AO é um diferencial por sua característica de trabalho e abrangência”, revelou.

Para Luiza Mendonça, editora-chefe do Portal G1-PE, a visita ajudou a entender as atribuições do fluxo de trabalho de um órgão como o CINDACTA.“É surpreendente como, ao lidar com as autoridades para a confecção de reportagens sobre aviação, não temos ideia da complexidade da operação do espaço aéreo”, afirmou.

Assessoria de Comunicação Social do DECEA
Reportagem: Denise Fontes
Fotos: S2 Cabral (CINDACTA III)

Assunto(s): CINDACTA III