Notícia Destaque

Em visita ao DECEA, representantes da Dinacia tratam ações referentes ao acordo de cooperação técnico entre Brasil e Uruguai

publicado: 08/11/2019 16:50

 




Uma comitiva da Dirección Nacional de Aviación Civil e Infraestructura Aeronáutica (DINACIA) esteve no Rio de Janeiro, nos dias 4 e 5 de novembro, para tratar ações referentes ao acordo de cooperação técnica entre Brasil e Uruguai.

No Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA), foram assistidos pelo Major Aviador José Pedro da Silva Neto, da Divisão de Coordenação e Controle, que atuou como coordenador da visita. A comitiva uruguaia foi acompanhada em todo o tempo pelo Coronel Aviador Antonio Augusto Rosa Salles, secretário-executivo da Comissão de Estudos Relativos à Navegação Aérea Internacional (CERNAI).

Na manhã do dia 4/11, a comitiva da DINACIA, formada por seu diretor nacional, Brigadeiro General Rodolfo Pereyra; diretor de circulação aérea, Coronel Gabriel Falco; ajudante de ordens, Capitão Gonzalo Lima; assessor do diretor nacional, Coronel Marcos Vignolo, foi recebida pelo diretor-geral do DECEA, Tenente-Brigadeiro do Ar Jeferson Domingues de Freitas, e pelos chefes dos subdepartamentos de Operações, Administrativo e Técnico. 

O Tenente-Brigadeiro Domingues falou com orgulho da implantação da primeira Torre de Controle Remota da América Latina, inaugurada em 18 de outubro, no aeródromo de Santa Cruz, no Rio de Janeiro, e da ativação do APP-Guarani, no Paraguai.

O acordo prevê ações relacionadas à Concepção de Rotas Aéreas, Projeto de Áreas Terminais, Implementação da Metodologia PBN, Treinamento de Pessoal e Processos de Verificação e Aprovação. Na oportunidade, o General Pereyra falou sobre a capacitação dos controladores de voo uruguaios no gerenciamento de fluxo e no controle de tráfego aéreo no Brasil.

É um trabalho conjunto, que visa à maior segurança operacional, qualidade de serviço e eficiência em nível regional, seja na capacitação do pessoal e no aprimoramento dos sistemas relacionados ao controle do espaço aéreo.

Segundo o Major Pedro, no acordo, a troca de informações de fluxo é importante para melhoria do gerenciamento do tráfego aéreo de ambos os países.

Parte do Acordo, assinado em abril de 2017, já foi cumprido pelo DECEA na adequação dos padrões exigidos pela Organização de Aviação Civil Internacional (OACI), deixando o sistema uruguaio mais seguro, confiável e prático. 

A segurança da aviação é inestimável e há necessidade de avanços nas questões de interesse comum entre esses países. O Sistema de Controle do Espaço Aéreo Brasileiro (SISCEAB) é referência entre os países da América do Sul e, por isso, o DECEA já atendeu às solicitações da DINACIA nos assuntos referentes à atualização do seu Sistema de Informação ao Aeronavegante (SISNOTAM).

Em seguida, acompanhados pelo Tenente-Brigadeiro Domingues, os militares foram conhecer o Grupo Especial de Inspeção em Voo (GEIV), sendo recebidos pelo seu comandante, Tenente-Coronel José Evânio Guedes Júnior, que deu um brifim sobre o simulador e a instrução dos pilotos e mecânicos. O comandante falou do ganho operacional com a aquisição das novas aeronaves-laboratório, que têm a capacidade para fazer procedimentos PBN (do inglês Performance-Based Navigation), permitindo a operação da aeronave em uma trajetória específica baseada em auxílios de terra, satélites ou equipamentos embarcados. Na oportunidade, a comitiva da DINACIA conheceu a aeronave-laboratório.

Na parte da tarde, seguiram para o Centro de Gerenciamento da Navegação Aérea (CGNA), quando foram recebidos pelo Tenente André Luis dos Santos Rocha, que mostrou a gestão do CGNA, com foco no gerenciamento de fluxo de tráfego aéreo, no qual se inserem os sistemas SIGMA e o TATIC FLOW, que possuem células de monitoramento complexas e favorecem a centralização de todos os planos de voo.

O processo de transporte aéreo de órgãos humanos transplantados também esteve em destaque pela comitiva que pretende implantá-lo em seu País. Outras observações foram feitas pelos visitantes que se surpreenderam com algumas atividades do CGNA, como o Centro de Operações Táticas e a Tomada de Decisões Colaborativas.

No dia seguinte, a visita da comitiva contemplou o Instituto de Cartografia Aeronáutica (ICA), sendo recebidos pelo Major Igor José Ribeiro de Sampaio. O oficial apresentou o ICA e suas peculiaridades à comitiva, que conheceu as instalações e os serviços oferecidos pelo Instituto.

Em acordo com a visão da DINACIA, que é criar uma organização com treinamento e tecnologia adequados para alcançar a prestação de serviços aeronáuticos no melhor nível de qualidade regional e internacional, a parceria com o DECEA está proporcionando um treinamento com dois controladores de tráfego aéreo do Uruguai, que estão em curso no ICA, na área de elaboração de procedimentos.

De acordo com o Brigadeiro General Aviador Rodolfo Pereyra, a visita ao Brasil foi muito produtiva. "Queremos continuar ampliando a relação que temos com o Brasil, em particular com a Força Aérea Brasileira, sobretudo na melhoria do tráfego aéreo entre os dois países. Importante conhecer as inúmeras possibilidades constantes do acordo, como o gerenciamento de fluxo aéreo que passa pela Argentina, Uruguai e Brasil".

 

Reportagem: Daisy Meireles
Fotos: Fábio Maciel

Assunto(s): DECEA DINACIA URUGUAI