Notícia Destaque

DTCEA Tefé divulga carreira militar na FAB em escolas do município

O Destacamento de Controle do Espaço Aéreo em Tefé abraçou o projeto e vem divulgando a carreira militar nas escolas daquele município do Amazonas.


publicado: 25/07/2019 14:16

 






O Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA) sugeriu aos Destacamentos de Controle do Espaço Aéreo (DTCEA) de todo o Brasil que se empenhassem na divulgação da carreira militar na Força Aérea Brasileira. A campanha está em seu terceiro ano e é coordenada pelo Subdepartamento de Administração (SDAD).

O projeto tem o apoio da Assessoria de Comunicação Social do DECEA, que preparou um manual de divulgação em power point e um guia com sugestões de tópicos para cada slide da apresentação.

Além de divulgar as atividades da FAB e do DECEA, a campanha tem o objetivo de atrair jovens para um futuro recrutamento de candidatos ao exercício da profissão militar na FAB.

No projeto está previsto que os militares façam contatos com as escolas para agendar palestras e, durante a apresentação, expliquem o objetivo da visita, transmitam o vídeo promocional e se oferecem para tirar dúvidas dos alunos, principalmente sobre o ingresso nas escolas da FAB.

O vídeo "Carreira Militar" é, então, ofertado à biblioteca das escolas e, durante a visita, os militares divulgam os sites e redes sociais da Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR), da Academia da Força Aérea (AFA), da Escola de Especialistas da Aeronáutica (EEAR), do DECEA e da FAB.

O Destacamento de Controle do Espaço Aéreo em Tefé (DTCEA-TF) abraçou o projeto e vem divulgando a carreira militar nas escolas daquele município do Amazonas.

Envolvidos nessa missão estavam o comandante do DTCEA-TF, o 1º Tenente Edson Queiroz de Oliveira, que é especialista em Meteorologia; o 3° Sargento Profiro Tiago da Costa Junior, técnico em Eletromecânica (SEM); a 3° Sargento Layssa Ferreira de Araújo, técnica em Eletrônica (BET); o Soldado de Segunda Classe Ronison Rodrigues da Silva.

A primeira apresentação foi para os alunos do Centro Educacional Governador Gilberto Mestrinho, no dia 28 de fevereiro. O público, formado por quatro turmas de 3º ano da instituição estadual, de faixa etária entre 17 a 19 anos, tinha cerca de 200 alunos.

Muitos alunos queriam saber como funciona o trabalho do militar na proteção da Amazônia, o que demonstrou a preocupação com o meio ambiente e também por conhecerem o trabalho desenvolvido no Instituto de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá, criado em abril de 1999, e que tem sua sede na cidade de Tefé. Mamirauá é fomentada e supervisionada pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações e, desde o início, desenvolve suas atividades por meio de programas de pesquisa, manejo de recursos naturais e desenvolvimento social, principalmente na região do Médio Solimões, estado do Amazonas.

Outros questionamentos por parte dos alunos foram sobre as formas de ingresso na FAB, esclarecidos pelos militares do DTCEA-TF. Os militares explicaram, então, o programa Dimensão 22 da FAB através das ações de controlar, defender e integrar. Destacaram, ainda, as diversas profissões exercidas dentro da carreira militar na Aeronáutica. E, como exemplo, falaram de suas atividades profissionais no Destacamento em Tefé.

O comandante do DTCEA-TF incentivou os jovens a estudar e se empenhar para concorrer às vagas como graduados e até oficiais na Força Aérea Brasileira.

No dia 28 de junho, alunos de informática e administração do Instituto Federal do Amazonas (IFAM) - segunda escola visitada pela equipe do DTCEA-TF - na faixa etária de 17 e 18 anos, matriculados nos 2º e 3º anos do ensino médio, assistiram à apresentação no Centro Educacional Tecnológico da Amazônia (CETAM). As três turmas participantes totalizaram 100 alunos.

"Os estudantes não tinham conhecimento da atuação do Comando da Aeronáutica na cidade. Como viam todos os militares fardados com o décimo uniforme, achavam que eram todos do Exército. A palestra veio esclarecer essa confusão, principalmente pelo uso de uniforme diferenciado na visita", comentou o Sargento Profiro. Por esse motivo, durante a visita às escolas, todos estavam fardados com o 7º uniforme da FAB, para diferenciar do Exército Brasileiro, que tem grande efetivo na cidade.

"Muitos estudantes e moradores achavam que o DTCEA-TF era uma extensão do aeroporto da cidade. O evento esclareceu essa dúvida", revelou o Tenente Queiroz.

Alguns jovens já se alistaram nas Forças Armadas e achavam que a vida militar se resumia a isso, aos quatro anos servindo como soldado. "Quando falamos da carreira como graduado e oficial ficaram surpresos" - disse o Sargento Profiro.

Muitos se interessaram em seguir a carreira, já que os sargentos falaram de sua formação na EEAR. Outros, ainda, achavam que o ingresso na FAB era por indicação e não tinham conhecimento de concursos militares.

No IFAM, fomos recebidos pela psicopedagoga Celma Damas de Sousa, que atua como coordenadora de extensão, estágio e egresso, projetos e relações comunitárias e por Cillas Pollicarto da Silva, engenheiro agrônomo e Doutor em Ciência do Solo.

Cillas é professor e coordenador do curso técnico em Agropecuária no mesmo Instituto. Na conversa, os dois avaliaram como super válida a visita dos militares ao IFAM e, segundo eles, muitos dos alunos já criaram expectativa de ingresso na carreira militar. "Nós sempre motivamos os alunos a estudar. Sabemos que para eles é complicado e parece impossível, principalmente pela distância da capital, mais de 500km de Manaus. Agravantes também o acesso à internet para se informar e as condições financeiras. É difícil sair de Tefé, é caro, mas sempre incentivamos esses jovens, pois haverá recompensa se estudarem", disse o professor Cillas.

O Sargento Profiro acrescenta que, mesmo com poucos recursos, há possibilidade de vencer e alcançar sucesso por meio da carreira militar. Por iniciativa própria e com o apoio do comandante do DTCEA-TF, ele conversou com os soldados do Destacamento e aconselhou a persistir nos estudos e seguir a carreira militar na FAB através de concursos.

O graduado veio direto da EEAR para Tefé e está desde janeiro deste ano no Destacamento. Trabalha como auxiliar na Seção Técnica e contou sua experiência pessoal e profissional para os alunos das escolas visitadas. Sua dedicação ao estudo em busca de melhores condições profissionais, espelhado na carreira militar na Marinha de seu avô e sua mãe e na de seu pai, como fuzileiro naval, foi bastante incentivadora durante as palestras.

A Sargento Layssa contribuiu nas apresentações, ressaltando os benefícios sociais e a remuneração do militar na FAB, enquanto o Soldado Ronyson valorizou o papel do Praça na Aeronáutica, contando sua rotina de trabalho no Destacamento, sua remuneração, o que estimulou os estudantes a se alistarem na Aeronáutica.

No planejamento, o Tenente Queiroz, que também falou de sua carreira como oficial para os estudantes, programou visitar mais escolas até o fim de 2019 e continuar o projeto de divulgação da carreira militar em Tefé.

 

Assessoria de Comunicação Social do DECEA
Reportagem e fotos: Daisy Meireles