Notícia Destaque

CINDACTA I realiza Encontro Regional de Aviação do Distrito Federal

Encontro contou com a presença de diversos representantes da comunidade aeronáutica


publicado: 05/06/2019 09:49

 




O Primeiro Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo (CINDACTA I), realizou, no dia 3 de junho, o 1º Encontro Regional de Aviação do Distrito Federal (ERAVI-DF).


“O objetivo é trocar experiências, gerar cooperação e sinergia e compartilhar as informações sobre o planejamento e a coordenação no uso do espaço aéreo de Brasília com foco na segurança operacional”, destacou o comandante do CINDACTA I, Coronel Aviador Rubem Müller Schneider, na abertura do evento.

O encontro reuniu diversos profissionais da comunidade aeronáutica, entre pilotos de aviação geral, proprietários de aeronaves, gestores de operações aéreas, representantes da Concessionária Inframérica e instituições governamentais, como Corpo de Bombeiros, Polícias Civil e Militar do Distrito Federal e Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Programação

O chefe da Seção de Investigação e Prevenção de Acidentes e Incidentes do Controle do Espaço Aéreo (SIPACEA) do CINDACTA I, Coronel R1 Antonio Cicero Cachuté, falou sobre o Sistema de Gerenciamento da Segurança Operacional (SGSO). “O funcionamento do SGSO depende essencialmente da contribuição dos usuários e dos controladores, visto que todos são importantes para gerar informação e ao mesmo tempo são os grandes beneficiados quando o sistema opera com regularidade”, disse.

Em sua apresentação, o chefe da Seção de Busca e Salvamento, Capitão Aviador Pedro Henrique Gerwing Oliva, destacou as funcionalidades do Sistema de Busca e Salvamento Aeronáutico Brasileiro (SISSAR), o uso do COSPAS-SARSAT (Sistema de Busca e Salvamento por Rastreamento de Satélite) e os benefícios do cadastro das balizas de emergência. “Quando os proprietários de aeronaves e embarcações que possuem balizas de emergência (ELT e EPIRB) ou localizadores pessoais (PLB) registram seus equipamentos, os dados necessários estarão especificados no formulário, permitindo identificar se o sinal emitido é verdadeiro, a partir do contato com o usuário. Esse é um serviço gratuito e o registro pode ser feito através do endereço:http://infosar.decea.gov.br, e ajudará salvar vidas", esclareceu o oficial.

O Uso do Espaço Aéreo Flexível (FUA - do inglês Flexible Use of Airspace) foi o tema apresentado pelo Capitão Especialista em Controle de Tráfego Aéreo Leandro Muniz de Souza, chefe da Seção de Tráfego Aéreo do CINDACTA I. “O FUA é um conceito de gerenciamento do espaço aéreo que visa a otimização, o equilíbrio e a equidade no uso do espaço aéreo, a partir das necessidades específicas apresentadas por seus diversos usuários, que serão alcançadas mediante a coordenação estratégica e interação dinâmica”, explicou.

O chefe da Torre de Controle Brasília (TWR-BR), Capitão Especialista em Controle de Tráfego Aéreo Arédio Pires dos Santos, apresentou o funcionamento das operações no Aeroporto Internacional de Brasília e os aspectos importantes para as autorizações e as instruções específicas para as aeronaves de asas fixas e rotativas.

O Portal REDEMET, canal utilizado para fornecer dados meteorológicos para a aviação civil e militar foi abordado pelo Major Antônio Vicente Pereira Neto. O oficial falou, ainda, sobre a implantação do Núcleo do Centro Integrado de Meteorologia Aeronáutica (NuCIMAER), organização responsável pelo serviço de Meteorologia Aeronáutica no âmbito do Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA), com a finalidade de planejar, gerenciar, controlar e executar as atividades no Brasil.

O chefe da Seção de Informações Aeronáuticas, Tenente Manoel Barboza de Souza Júnior, ressaltou a implantação do Sistema de Gestão de Fluxo de Tráfego Aéreo (SIGMA). "Esse sistema tem o objetivo de fazer a gestão de informações de tráfego aéreo, de plano de voo, do uso mais eficiente da capacidade instalada de aerovias e aeroportos, visando uma melhor distribuição do tráfego aéreo", afirmou.

Outro assunto apresentado foi a implantação do novo Sistema de Divulgação de Informação Aeronaútica (SDIA), desenvolvido para centralizar e intermediar os processos de envio de dados e informações aeronáuticas dos usuários do Sistema de Controle do Espaço Aéreo Brasileiro (SISCEAB) aos órgãos responsáveis pela tramitação dessas informações, podendo ser acessado por meio do endereço https://sdia.decea.gov.br.

Fechando o ciclo de palestras, o chefe do Controle de Aproximação de Brasília (APP-BR) falou sobre a importância do planejamento e da coordenação para voos na Terminal Brasília (TMA-BR). "A Unidade possui o maior volume de tráfego aéreo do País. Em média, são 13.500 movimentos aéreos mensais na TMA-BR", destacou o Capitão Wilson Floripes Júnior.

Durante o evento, os participantes tiveram a oportunidade de conhecer o Centro de Controle de Área Brasília (ACC-BS), que controla as aeronaves em rota, e o APP-BR, de onde são controladas as aeronaves que estão chegando e saindo da Terminal Brasília.

Integração

Para o piloto da Polícia Civil do Distrito Federal, Luiz Henrique Ribeiro de Oliveira, a interação é essencial para o bom andamento das operações aéreas. “Esse debate é fundamental para expor as nossas demandas, promover o engajamento e atualização sobre o conhecimento dos assuntos em pauta, visando a eficiência e a segurança do voo”.

O piloto da Divisão de Operações Aéreas (DOA) da PRF, compartilhou da mesma opinião. “É muito importante essa integração entre a Aeronáutica e a comunidade aeronáutica da região de Brasília. Fiquei muito satisfeito com as informações que nos foram transmitidas, contribuindo para a qualidade e a segurança das operações aéreas”, pontuou.

Assessoria de Comunicação Social do DECEA

Reportagem: Denise Fontes

Fotos: Raimundo Carvalho (CINDACTA I)

Assunto(s): CINDACTA I