Notícia Destaque

CERNAI sedia primeira reunião do Grupo Técnico Permanente do Comitê de Segurança Operacional da Aviação Civil Brasileira

publicado: 12/06/2019 14:48

 




No último dia 30 de abril, foi realizada, na sede da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), em Brasília, a 1ª Reunião do Comitê de Segurança Operacional da Aviação Civil Brasileira. O evento foi mais um passo importante para a implementação das ações do Programa de Segurança Operacional Brasileiro, o PSO-BR, que, em 2019, completou dez anos, desde a sua primeira publicação.

No evento, foi institucionalizado o Comitê de Segurança Operacional da Aviação Civil Brasileiro – composto pelo Conselho Executivo, formado pelo diretor presidente da Anac e pelo diretor-geral do DECEA, e pelo Grupo Técnico Permanente, formado por dez representantes das diversas superintendências da Anac e dez representantes do Comando da Aeronáutica (sendo cinco do DECEA; três da Assessoria de Segurança Operacional do Controle do Espaço Aéreo – ASOCEA – e dois do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos – CENIPA).

A coordenação do Grupo Técnico Permanente, que funciona em forma de rodízio entre ANAC e COMAER, a cada período de dois anos, está a cargo do servidor da ANAC, o especialista em Regulação de Aviação Civil João Souza Dias Garcia.

A primeira reunião do Grupo Técnico Permanente aconteceu no período de 28 a 30 de maio, na sede da Comissão de Estudos Relativos à Navegação Aérea Internacional (CERNAI), no Rio de Janeiro.

Formado por dez representantes das diversas superintendências da ANAC e dez representantes do Comando da Aeronáutica (COMAER) – sendo cinco do DECEA; três da Assessoria de Segurança Operacional do Controle do Espaço Aéreo (ASOCEA); dois do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (CENIPA), o Grupo Técnico Permanente tem a incumbência de executar o previsto no programa de trabalho anual, em conformidade com o plano aprovado no dia 30 de abril na primeira reunião do Comitê.

“Tanto o COMAER quanto a  ANAC trabalham em conjunto para desenvolver e transformar em ações concretas o que está previsto no plano”, ressaltou o Gerson Flores, da ANAC.

A coordenação do Programa Universal de Auditorias de Supervisão da Segurança Operacional (USOAP) é responsabilidade da CERNAI, que tem a missão de monitorar o estágio de implementação das provisões de segurança operacional previstos pela Organização da Aviação Civil Internacional (OACI).

No Brasil há dois coordenadores nacionais de monitoramento contínuo (NCMC, da sigla em inglês) do USOAP, sendo representados pela ANAC e pelo DECEA no Comitê, respectivamente Gerson Flores e Coronel Jorge Avila, oficial especialista em controle de tráfego aéreo.

“A primeira tarefa do grupo técnico permanente é priorizar como será o direcionamento dos assuntos, baseado no cronograma de trabalho estabelecido e na melhor estratégia de execução das tarefas, de modo a ganhar velocidade em termos de execução das ações”, afirmou o Coronel Avila.

No período da tarde o trabalho foi dividido em três frentes, conforme deliberado em plenário, na parte da manhã, para tratar dos temas agrupados de acordo com o perfil técnico de cada subgrupo formado.

 

Reportagem: Daisy Meireles Revisado por Cel R1 Avila Fotos: Fábio Maciel