Notícias

Aniversário de Santos Dumont é celebrado no Rio de Janeiro

publicado: 22/07/2019 15:38

 






 

A manhã do dia 19 de julho foi dedicada à celebração do 146º aniversário do Marechal-do-Ar Alberto Santos Dumont, Patrono da Aeronáutica Brasileira.

Realizada nas dependências da ALA 11, no Rio de Janeiro, a cerimônia militar foi presidida pelo Diretor-Geral do Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA), Tenente-Brigadeiro do Ar Jeferson Domingues de Freitas, que chegou acompanhado pelo Comandante de ALA 11, Brigadeiro do Ar Fernando César da Costa e Silva Braga.

Dentre as autoridades presentes – representantes de órgãos públicos e das três Forças Armadas – estavam os Paraninfos: Tenente-Brigadeiro Domingues; Major-Brigadeiro do Ar Sérgio de Matos Mello; Major-Brigadeiro do Ar Mauro Martins Machado; Major-Brigadeiro Médico José Luiz Ribeiro Miguel; Major-Brigadeiro do Ar Walcyr Josué de Castilho Araujo, Vice-Diretor do DECEA; Brigadeiro Engenheiro Ronaldo Yuan; Brigadeiro Médico Walter Kischinhevsky; e Brigadeiro Engenheiro Jorge Luiz Cerqueira Fernandes.

Após o hasteamento da insígnia de Marechal-do-Ar, foi lida a Ordem do Dia alusiva ao Aniversário de Nascimento de Alberto Santos-Dumont, assinada pelo Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Antonio Carlos Moretti Bermudez.

“Criador da ferramenta que proporcionou ao homem atuar na terceira dimensão, Alberto Santos-Dumont foi aquele que nos permitiu entender o quão importante se faz o alinhamento do aprimoramento intelectual com o avanço tecnológico, cada vez mais dinâmico nos dias de hoje. Somente assim, como fez nosso Patrono, teremos condição de estar à frente de nosso tempo em nossas ações”, destacou o Comandante.

“Em toda a história da Força Aérea Brasileira, sempre cultivamos os mesmos valores e princípios praticados por Alberto Santos-Dumont. A disciplina, que utilizou para se manter fiel ao seu propósito, a despeito dos obstáculos que enfrentou; o profissionalismo, evidente na dedicação desprendida para o cumprimento da missão; a integridade, sem se deixar desviar em sua conduta; o comprometimento, demonstrado quando abdicou do convívio em seu lar para alçar voos mais altos; e o patriotismo, manifestado permanentemente em suas ações, estando sempre preocupado em enaltecer sua pátria mãe”.

Fechando a Ordem do Dia, o Brigadeiro Bermudez fez votos de que o efetivo se inspire em seu Patrono. “Espelhem-se nos feitos realizados pelo nosso Patrono. Mais do que isso, sejam inspirados pelo caráter empreendedor e perseverante daquele que permitiu ao homem a realização de um dos anseios mais antigos da humanidade: voar. Assim, jamais pereceremos frente às dificuldades que se apresentem em nossa jornada, sendo capazes de manter nosso desempenho em níveis sempre elevados”.

Todos os presentes foram convidados a cantar o Hino dos Aviadores e, na sequência, os agraciados se posicionaram em seus respectivos lugares para receberem, das mãos dos Paraninfos, a Medalha Mérito Santos Dumont.

Criada pelo Decreto nº 39.905, de 05 de setembro de 1956, alterada em 30 de junho de 1970, e regulamentada pela Portaria nº 1978/SCGC, de 21 de novembro de 2014, a honraria se destina a “personalidades civis e militares, brasileiros ou estrangeiros, que tenham prestado destacados serviços à Aeronáutica brasileira ou, por suas qualidades ou seu valor, em relação à Aeronáutica, forem julgados merecedores”.

Ao final, a tropa desfilou ao som da canção “Carnaval em Veneza”, cuja letra foi escrita pelos pilotos brasileiros na Campanha da Itália na Segunda Guerra Mundial.

Assessoria de Comunicação Social do DECEA
Texto: Telma Penteado – jornalista
Fotos: Luiz Perez