Notícia Destaque

6º Encontro de Elos de Capacitação, realizado em Manaus, discute ensino à distância e trilhas de capacitação

publicado: 20/08/2019 17:30

 




O Quarto Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo (CINDACTA IV) sediou o 6º Encontro de Elos de Capacitação (ENELCA), no período de 5 a 8 de agosto, nas dependências da sua Seção de Instrução e Atualização Técnica (SIAT-MN), em Manaus, AM.

As boas-vindas

Na abertura, o comandante do CINDACTA IV, Coronel Nilo Sérgio Machado de Azevedo,  após as boas-vindas, apresentou a equipe da SIAT local como facilitadora do evento. "Fizemos questão que a sexta edição do ENELCA fosse realizado em Manaus e estou feliz com o hotel e o auditório cheios. Nosso espaço está sendo bem aproveitado e foi preparado com todo o carinho, atentando para todos os detalhes. Estamos torcendo para que o evento seja um sucesso. Desejo que vocês conheçam e tenham boas impressões da cidade de Manaus e do CINDACTA IV", disse o comandante.

Em seguida, o Brigadeiro do Ar Sérgio Rodrigues Pereira Bastos Júnior, chefe do subdepartamento de Administração do Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA) disse que a capacitação é tema de importância para todas as organizações. "Estamos aqui para tratar de assuntos estratégicos e significativos para nosso planejamento. Vamos compartilhar ideias para aprimorar nossos procedimentos de capacitação", sugeriu o chefe do SDAD, que falou sobre a meta apresentada na última Reunião de Comandantes dos Órgãos do Sistema de Controle do Espaço Aéreo Brasileiro (Recoscea), que era quebrar barreiras da implantação do ensino à distância (EAD) nos cursos do Sistema de Controle do Espaço Aéreo Brasileiro (SISCEAB).

"Estamos finalizando parcerias e queremos trabalhar com transformações das aulas presenciais em EAD. É muito importante que isso se realize, pois teremos nosso pessoal mais tempo em sede e com a família", justificou o Brigadeiro Sérgio Bastos.

Complementando a fala do Brigadeiro Sérgio Bastos, o Coronel Franklin Santos Bandeira, adjunto ao chefe do SDAD, disse que o objetivo específico do 6º Enelca, em Manaus, foi apresentar os novos procedimentos contidos nas legislações de capacitação: "Dessa forma, os profissionais presentes ao ENELCA se atualizam e discutem as melhores práticas no trabalho de capacitação dos elos".

Trilhas de Capacitação

Gestão de Pessoas por Competência no DECEA foi o tema apresentado pelo Coronel Marcelo Sade, da Divisão de Capacitação e Treinamento de Pessoal do DECEA. Na sua palestra, tratou de difundir as Trilhas de Capacitação, que é um projeto estratégico e viável de gestão por competência. "O DECEA tem investido para amenizar as dificuldades encontradas, principalmente na manutenção do Sistema de Gerenciamento de Capacitação", relatou.

O Sistema de Gestão por Competência do DECEA, por exemplo, atende ao Decreto da Força Aérea 100, quando trata da cultura organizacional do Comando da Aeronáutica em sua concepção estratégica. Em 2017, o SDAD idealizou um portal único, que pudesse definir as trilhas de capacitação para as diversas especialidades inseridas do DECEA. Essa concepção foi apresentada ao alto-comando da Aeronáutica. Inicialmente, o portal Trilhas de Capacitação foi tarefa do ICEA,  quando a planilha era preenchida em word e nela eram descritos nome, função e capacitação.  Porém, havia necessidade de mais informações de todas as OM e numa relação de sistema retroalimentado. Daí, começaram a contar, também, com os dados do Sistema de Informações Gerenciais de Pessoal (SIGPES).

Hoje, um programador trabalha diretamente com o sistema no DECEA, que está bem atualizado, com todos os recursos e links disponíveis, tanto para os usuários quanto para os administradores. "Estamos na primeira fase, que é o mapeamento de todas as funções que existem na Unidade. É um trabalho de formiguinha, mas está dando certo. Há três critérios de prioridade levados em conta na questão de cursos, ou seja, classificando-os como essencial, necessário ou desejável para desenvolver a função do profissional no seu setor de trabalho. A capacitação tem sido abordada em dois focos: para o desempenho da função ou por busca pessoal. Na competência, estamos avaliando conhecimento, habilidade, atitude, valor e entorno", esclareceu o Coronel Sade.

A solução sistêmica de informação é importante, pois há uma estratégia para avaliação de cargo, verificando se o profissional está capacitado para desenvolver suas competências internas nos planos operacionais de gestão.

Foram apresentados a todos o mapeamento e o treinamento para preenchimentos dos postos de trabalhos nas trilhas de capacitação.

Em paralelo ao ENELCA, no segundo dia do evento, os participantes das Trilhas de Capacitação, trabalharam no mapeamento dos cargos e das capacitações dos efetivos do CINDACTA IV e dos Destacamentos de Controle do Espaço Aéreo subordinados. Uma tarefa grandiosa que se estendeu à semana subsequente, já que o CINDACTA IV abarca 26 DTCEAs. Como observadores estavam militares do CINDACTAs II e III  -  já que estão no início do processo em suas Unidades.

ICA 37-269, que trata das normas reguladoras de cursos do DECEA, também foi assunto discutido no ENELCA, visando suas principais mudanças.

EAD

Coronel Celso André da Silva, da Seção de Planejamento e Desenvolvimento de Ensino do DECEA, explicou como vai funcionar a padronização dos procedimentos para transformação de cursos da modalidade presencial para EAD e/ou semipresencial. "Temos muita necessidade de melhorar os processos e isso é importante para abrir os horizontes. Por isso estamos aqui para discutir e trabalhar com os óbices apresentados pelas organizações subordinadas", disse o Coronel Celso André, que sugeriu Grupos de Trabalho (GT) diversos para criar, averiguar e adequar plano de unidade didática (PUD) e apostila na preparação de aulas em EAD.

"Todos os cursos serão transformados em EAD, serão 20 por ano, e essa é a tendência do futuro. Ensino à distância significa qualidade na capacitação" - avaliou o Coronel Celso André.

Sobre o sucesso do EAD no DECEA, ele citou que foram desenvolvidos 24 cursos EAD, sendo que cinco deles estão em andamento. No total, foram capacitados quase cinco mil alunos.

Todos os participantes contribuíram com sugestões, ideias e interferências para melhoria dos processos de capacitação.

Palestras

A primeira apresentação foi da professora Natália de Andrade Raimundo, da seção de Planejamento e Desenvolvimento de Ensino no DECEA. Tópicos do Inglês foi o tema apresentado por Natália, que divulgou resultados positivos relacionados à metodologia aplicada nos testes de inglês dos controladores dos Destacamentos de Controle do Espaço Aéreo de Porto Velho e Boa Vista, que podem servir de experiência para outros Destacamentos.

Em seguida, o Suboficial Marcos Henrique Zambon, do CINDACTA IV, em sua apresentação, falou sobre o uso da plataforma Moodle na capacitação do Projeto de Telemetria e Gerenciamento Remoto do CINDACTA IV. Ele explanou as principais características do referido projeto aplicado nos Destacamentos de Controle do Espaço Aéreo (DTCEA) e nas Estações de Apoio ao Controle do Espaço Aéreo (EACEA) subordinados ao CINDACTA IV. Falou, ainda, da necessidade de capacitação profissional para o novo modelo de manutenção, baseado nos conceitos de Sistema de Gestão de Aprendizagem – Learning Management System (LMS).

Defendendo o "Moodle" como uma caixa de ferramentas cheia de recursos, o Suboficial Zambon explicou que os administradores e os professores podem adequar a criação da sala de aula de acordo com as diferentes práticas pedagógicas.

A terceira palestra foi apresentada pelo Tenente-Coronel R/1 Adilson Cleómenes Rocha, que é assessor da qualidade e chefe da Subdivisão de Execução de Ensino do Instituto de Controle do Espaço Aéreo (ICEA) . O assunto defendido foi o Sistema de Gestão da Qualidade (SGQ): desafios e vantagens de sua implementação no processo de capacitação do SISCEAB.

"Sistema de Qualidade é fundamental para diminuir a carga de trabalho", afirmou o assessor, apresentando os desafios e as vantagens do emprego do SGQ na capacitação do SISCEAB.

Ele abordou, ainda, a sensibilização, a integração e a coordenação dos envolvidos na implantação e na manutenção do SGQ. "As vantagens são mais precisão e rastreabilidade; menos redundância de ações e redução do tempo gasto no gerenciamento e execução do processo. No final, é satisfação garantida para o cliente!" - alertou o assessor, referindo-se à aplicação do SGQ na capacitação.

A Universidade Estácio de Sá de Manaus trouxe uma contribuição por meio da professora Paula Roberta Viana Menezes sobre liderança e alta performance. A professora, que atua na área de Gestão de todos os subsistemas de Recursos Humanos, motivou todos os participantes do ENELCA, principalmente na aplicação de dinâmica sobre avaliação do nível de satisfação nas áreas pessoais, profissionais, qualidade de vida e relacionamentos.

Contribuições das OMs

No último dia do ENELCA, as Unidades subordinadas apresentaram diversas sugestões de melhorias, após se reunirem em grupos de trabalho para discutir planejamento, execução e avaliação. Uma delas, foi a criação de link na página da Divisão de Capacitação e Treinamento Profissional (DCTP) para compartilhamento de arquivos úteis que são utilizados pelas SIATs, no que se refere à capacitação.

Para a troca de experiências e melhorias nos procedimentos, foi sugerida videoconferência mensal entre as SIATs. Os representantes das Organizações, individualmente, abordaram a situação da SIAT, apresentaram os óbices com a DCTP e deram sugestões para melhoria nas práticas dos processos de capacitação e treinamento.

O Coronel Franklin, no encerramento, falou da satisfação em realizar o 6º ENELCA no CINDACTA IV, agradecendo o apoio e a estrutura oferecida pela Unidade. "Nosso encontro foi positivo, conseguimos dar conta de toda a pauta que estava planejada e as aulas foram de excelentes níveis e adequadas ao que estamos realizando. Conseguimos nivelar e padronizar ações, assim como verificamos os erros e os acertos. Posso afirmar que foi uma reunião positiva para todos".

Logo depois, foram entregues os certificados de participação a todos os envolvidos.

 

Assessoria de Comunicação Social do DECEA
Reportagem: Daisy Meireles

Fotos: Luiz Eduardo Perez Batista