Notícias

Seminário destaca elaboração de procedimentos de navegação aérea

publicado: 18/12/2017 17:21

 




O DECEA promoveu o primeiro seminário nacional dedicado à atividade de elaboração e publicação de procedimentos de navegação aérea no Sistema de Controle do Espaço Aéreo Brasileiro (SISCEAB): o 1º Workshop PANS-OPS. O evento foi realizado no auditório do Subdepartamento de Operações (SDOP) do DECEA, no Rio de Janeiro, nos dias 13 e 14 de dezembro.






Estiveram presentes representantes do SDOP, da Associação Internacional de Transportes Aéreos (IATA), da Associação Brasileira das Empresas Aéreas (ABEAR) e companhias aéreas.



PANS-OPS é o acrônimo de identificação no principal documento da Organização da Aviação Civil Internacional (OACI), que condensa os requisitos e guias relacionados aos procedimentos de navegação aérea, DOC 8168 – PANS-OPS (PROCEDURES FOR AIR NAVIGATION SERVICES - AIRCRAFT OPERATIONS).



A intenção foi compartilhar com os usuários e demais interessados as informações e experiências obtidas durante a participação do DECEA em eventos internacionais no ano de 2017, como por exemplo, as reuniões do Painel de Procedimentos da OACI (IFPP) e o Taller PANS-OPS da Oficina Regional da OACI em Lima (Peru).



Além disso, o evento também permitiu uma discussão mais ampla sobre as necessidades dos usuários do espaço aéreo e as inovações que vem ocorrendo na área de procedimentos de navegação aérea.



Neste quesito, foram realizadas apresentações sobre o tema, tanto por parte do DECEA quanto de usuários externos. A principal abordagem foi quanto à necessidade de implementação de procedimentos que permitam aproximação em condições meteorológicas visuais (VMC) suportada por guia de navegação satelital (GNSS) para aeródromos com dificuldades a plena operação em condições por instrumentos.



Outro tema abordado foi sobre o consumo de combustível para o atendimento de condições de abatimento de ruído. Segundo informações das empresas aéreas, as aeronaves estão mais modernas e mais “silenciosas” e os requisitos impostos para a realização de alguns procedimentos de navegação aérea poderiam ser revistos, o que significaria uma economia de até 98 toneladas de combustível por ano. 



Essa redução do consumo de combustível também resultaria em uma menor emissão de CO2 na atmosfera, o que está alinhado ao desenvolvimento sustentável da navegação aérea.



O Chefe da Subdivisão de Gerenciamento de Tráfego Aéreo (DO-ATM) do Segundo Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo - CINDACTA II, Major Clóvis Fernandes Junior, comemorou a realização do evento.



“Compartilhar essas informações com os usuários é um anseio antigo do DECEA, que finalmente foi concretizado. A ideia é discutir com o público interno o que vem ocorrendo no âmbito internacional, o que vai facilitar a sua implementação no SISCEAB”.



Iniciativas como essa demonstram o empenho do DECEA em estreitar laços e parcerias com os usuários do espaço aéreo, sempre com foco em entender e atender suas reais demandas e necessidades, de acordo com as diretrizes e políticas do DECEA para o desenvolvimento eficiente do ATM nacional.



Assessoria de Comunicação Social do DECEA

Fonte: Divisão de Operações CINDACTA II

Edição: Gisele Bastos (MTB 3833 PR) – giselegclb@decea.gov.br