BRASIL

DECEA

Foto: cindacta1
Dom: cindacta1

cindacta I

1º Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo

Exerce a vigilância e o controle da circulação aérea geral na sua área de responsabilidade: a região central do Brasil.

O Primeiro Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo (CINDACTA I) é um elo permanente do Sistema de Controle do Espaço Aéreo (SISCEAB) e do Comando de Defesa Aeroespacial Brasileiro (COMDABRA), prestando serviços de: gerenciamento de tráfego aéreo; defesa aérea; informações aeronáuticas; meteorologia aeronáutica; telecomunicações aeronáuticas e busca e salvamento.

Responsável pela maior quantidade de tráfego aéreo do País - 45% do total -, o órgão está capacitado para lidar com 4.000 planos de voo repetitivos e 2.500 planos de voo simultâneos. Está apto também para visualizar até 750 plots simultâneos de 17 radares na FIR Brasília.

O CINDACTA I, desde sua criação, atualiza-se permanentemente e hoje - após a quarta evolução de sistemas radar, terceira geração de sistemas de tratamento e visualização de dados, e segunda geração de sistemas de comunicação terra-avião - opera com o que há de mais atual em tecnologia de controle do espaço aéreo.

Em 1968, o então Ministério da Aeronáutica iniciou uma série de estudos para atualização do Sistema de Proteção ao Voo (SPV). O objetivo era implantar um sistema de defesa aérea mais eficaz.

Ao lado de respostas técnicas e estratégicas para questões como as projeções do aumento vertiginoso do tráfego aéreo, buscavam-se, também, alternativas que pudessem fazer face à limitação dos recursos. A solução encontrada foi a integração da mesma infraestrutura para atender duas necessidades: defesa aérea e controle de tráfego aéreo.

A viabilidade da integração consubstanciava-se na racionalização dos processos: meios de detecção, de telecomunicações e de tratamento de dados comuns às duas atividades; os recursos humanos, otimizados; utilização dos mesmos recursos materiais, técnicos, operacionais e administrativos; minimização dos custos financeiros; além da vantagem operacional pela utilização, no mesmo espaço aéreo, de todos os recursos disponíveis.

Assim, em 1972, através da Portaria nº 35/GM-4, o Ministério da Aeronáutica, aprovou o início dos estudos e das pesquisas para implantação do Sistema de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo (SISDACTA), criando a Comissão de Implantação do Sistema de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo (CISDACTA). Estava selada integração dos serviços de controle de tráfego aéreo e de defesa aérea brasileiros.

O CINDACTA I surge a partir do Decreto nº 73.160 de 1973 - na época, como Núcleo do Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo (NUCINDACTA) - iniciando suas atividades três anos mais tarde.

No início da década de 80, passou a denominar-se Primeiro Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo (CINDACTA I), sendo-lhe concedida autonomia administrativa através da Portaria 464/GM-3, de 17 de abril de 1980.

Em 1991, o órgão absorveu as atribuições do Serviço Regional de Proteção ao Voo de Brasília (SRPV-BR) e em 2007 cedeu parte do espaço aéreo sob sua jurisdição - notadamente no estado do Rio de Janeiro e sul de Minas Gerais - ao CINDACTA II.

O Primeiro Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo (CINDACTA I) está sediado na cidade de Brasília. Possui um efetivo de mais de duas mil pessoas distribuídos pelas suas instalações em diversas cidades do centro-sul brasileiro.

Dispõe de 18 Destacamentos de Controle do Espaço Aéreo (DTCEA) onde estão localizados os meios, sistemas e equipamentos que dão suporte às suas operações. Eles estão instalados em áreas estratégicas, nos estados do Mato Grosso, Goiás, Minas Gerais, Espírito Santo, Rio de Janeiro, São Paulo, além do Distrito Federal.

Veja a relação dos DTCEA do CINDACTA I abaixo:

  • DTCEA – AN- Anápolis (GO)
  • DTCEA - BQ- Barbacena (MG)
  • DTCEA – BR – Brasília (DF)
  • DTCEA – BW- Barra do Garças (MT)
  • DTCEA – CC – Guarantã do Norte (MT)
  • DTCEA – CF – Confins (MG)
  • DTCEA – CY – Várzea grande (MT)
  • DTCEA - GA – Gama (DF)
  • DTCEA – GI – Chapada dos Guimarães (MT)
  • DTCEA – LS – Lagoa Santa (MG)
  • DTCEA – PCO – Petrópolis (RJ)
  • DTCEA – PIE – Caeté (MG)
  • DTCEA – SRO – São Roque (SP)
  • DTCEA – STA – Santa Teresa (ES)
  • DTCEA – TNB – Tananbi (SP)
  • DTCEA – TRM – Três Marias (MG)
  • DTCEA – YS – Pirassununga (SP)
  • DTS – Brasília (DF)

CINDACTA I

SHIS QI 05 - Área Especial 12 - Lago Sul
Brasília-DF

CEP: 71615-600

Telefones:
+55 61 3364-8000 / +55 61 3365 1134

E-mail: scs@cindacta1.aer.mil.br
Site: http://www.cindacta1.intraer/


Desenvolvido pela Assessoria de Comunicação/DECEA
Créditos