Notícia Destaque

DECEA desenvolve Simulador de Pilotagem e Controle de Tráfego Aéreo por Enlace de Dados

Simulações data link visam garantir a eficiência do serviço prestado à comunidade aeronáutica


publicado: 12/09/2017 08:02

 




No Brasil, o uso das comunicações por enlace de dados é contemplado por um dos Empreendimentos do Programa SIRIUS Brasil a fim de proporcionar a evolução do gerenciamento de tráfego aéreo no país. Dentre seus projetos, está a implantação e operacionalização das comunicações entre controladores e pilotos por meio de enlaces de dados (CPDLC) no espaço aéreo continental. 

A adoção de novas aplicações exige um estudo prévio, assim como a adequação do perfil das pessoas envolvidas no gerenciamento do tráfego aéreo, já que o aumento da automatização, o uso de aplicações por enlace de dados e os novos procedimentos desenvolvidos em função disso, requerem responsabilidades e competências cognitivas, psicomotoras e interativas inéditas.

Para atender o aumento da automatização e o uso das comunicações data link, o Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA) busca a atualização contínua de seus sistemas e processos de capacitação. O Simulador de Pilotagem e Controle de Tráfego Aéreo utilizando comunicações por enlace de dados (MSCS), desenvolvido no âmbito do projeto CPDLC Continental e utilizando recursos humanos do Sistema de Controle do Espaço Aéreo Brasileiro (SISCEAB), representou um importante avanço nesta área. 

A ferramenta, implantada no Laboratório de Simulação do Instituto de Controle do Espaço Aéreo (ICEA), em São José dos Campos, e na Sala de Simulação do Terceiro Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo (CINDACTA III), em Recife, reproduz todas as funcionalidades da ADS-C (Vigilância Dependente Automática – Contrato) e da CPDLC.

O simulador já foi utilizado para a reciclagem de mais de 60 controladores de tráfego aéreo, treinamento da equipe do Centro de Controle de Área do Atlântico (ACC-AO), habilitação de 15 novos supervisores do órgão operacional, além de suporte ao estudo e definição da ressetorização da Região de Informação de Voo do Atlântico.

O treinamento contemplou cenários que retratam situações com as mesmas características de uma operação real e permite a adequação e a qualificação dos controladores para a nova realidade, visando a garantia da eficiência do serviço prestado à comunidade aeronáutica e a manutenção da segurança operacional. 

O uso de enlace de dados está sendo implementado em nível mundial, seguindo uma orientação da Organização da Aviação Civil Internacional (OACI). O data link oferece mais segurança para os envolvidos eliminando possíveis interferências e dificuldades de compreensão na conversa, como falta de fluência no idioma, sotaques regionais, ruídos, entre outros. 

Segundo o  Tenente Marcelo Mello Fagundes, gerente do projeto, a plataforma mostrou-se, em curto prazo, como uma solução eficaz para atualização, treinamento e habilitação de controladores e supervisores do ACC-AO em ambiente operacional data link, especialmente em situações de emergência, falhas de comunicação e contingências.

“A segunda fase do projeto MSCS, que contempla a integração do Simulador ao SAGITARIO, será entregue em novembro de 2017 e permitirá o estudo da viabilidade e operacionalização CPDLC no continente, a definição do modelo operacional a ser empregado, a identificação, mensuração e gerenciamento dos riscos associados ao desempenho humano no uso das comunicações por enlace de dados, dentre outros benefícios”, afirmou o oficial. 

Para o chefe do Subdepartamento de Operações (SDOP) do DECEA, Brigadeiro do Ar Luiz Ricardo de Souza Nascimento, o simulador é um projeto pioneiro e veio ao encontro da necessidade operacional do Sistema. “Permitiu uma melhor capacitação dos controladores, reduziu o custo de formação, além de aumentar a eficiência e a segurança do tráfego aéreo", declarou o oficial-general.

Conheça o uso do Simulador MSCS no treinamento dos controladores de tráfego aéreo.

 

 

Assessoria de Comunicação Social do DECEA
Texto: Denise Fontes - Jornalista
Imagens e edição do vídeo: José Pereira

Fonte e Fotos: Tenente Fagundes (SDOP)